5 DICAS PARA UMA BOA GESTÃO DE CONDOMÍNIOS

A gestão de condomínios é uma atividade bastante complexa. Afinal, envolve muita responsabilidade, habilidades pessoais e as competências mais variadas.

Para obter sucesso, o síndico precisa aprender a conciliar os interesses dos moradores e do condomínio. Além de fazer um acompanhamento financeiro minucioso das despesas mensais, com a meta constante de reduzir as  despesas e a inadimplência.

Como são muitas tarefas, é importante conhecer algumas ferramentas e boas práticas da atividade. Assim, você conseguirá fazer uma gestão de condomínios mais eficaz e evitar possíveis problemas que costumam ser recorrentes.

Siga com a leitura deste artigo e veja algumas dicas para ajudá-lo com a gestão de condomínios!

1. Reavalie as despesas

quadro de funcionários costuma ser um dos grandes motivos de altas despesas dos condomínios. Portanto, pode valer a pena contratar soluções tecnológicas que ajudem a reduzir o número de funcionários.

A portaria  remota, por exemplo, aumenta a segurança do condomínio ao mesmo tempo em que otimiza gastos com a folha de pagamento, visto que a mão de obra da portaria pode ser realocada para outras rotinas. Além disso, evita os indesejáveis riscos decorrentes de processos trabalhistas, moderniza o condomínio e melhora o controle de acesso ao prédio.

Uma gestão mais eficaz, do ponto de vista financeiro, passa ainda por uma boa reavaliação dos contratos do condomínio, visando renegociá-los dentro das expectativas de custo possíveis.

2. Use a tecnologia a seu favor para uma gestão de condomínios eficaz

Com a crescente da profissionalização do cargo do síndico, diversas ferramentas e tecnologias começaram a surgir para ajudar na atividade.

Atualmente, podemos encontrar aplicativos on-line que ajudam na gestão de condomínios. Com eles, é possível criar um “mural virtual” para os condôminos se comunicarem, automatizar a geração e cobrança de boletos e, inclusive, facilitar a gestão financeira.

Os aplicativos tornam o trabalho do síndico mais simples e rápido, uma vez que automatizam muitas atividades. Além disso, eles são excelentes para tornar a comunicação mais ágil e manter os moradores informados.

3. Faça manutenções preventivas

A manutenção preventiva também é essencial para uma boa gestão de condomínios. Afinal, é essa atitude que garante o funcionamento do prédio e evita surpresas desagradáveis.

Tenha em mente que, quando não há manutenção preventiva, o síndico passa atuar de forma reativa aos problemas. Com isso, os orçamentos são feitos às pressas e, muitas vezes, paga-se mais caro para que os reparos sejam realizados com urgência.

Vale a pena fazer um planejamento anual de manutenção nas áreas. Assim, você consegue planejar todas as atividades e os custos durante a sua gestão.

Como resultado, a manutenção preventiva vai minimizar os riscos operacionais e possíveis despesas decorrentes de falta de cuidado.

4. Analise criteriosamente os fornecedores

Equilibrar os gastos também é fundamental em uma boa gestão de condomínios. E, infelizmente, são comuns as dores de cabeça decorrentes da contratação de fornecedores.

Ao contratar um prestador de serviço, não considere apenas o preço cobrado. Mas sim, a qualidade do trabalho e o prazo em que ele será executado.

Aqui, ainda é recomendada a realização de, ao menos, três orçamentos para apresentar aos condôminos. Ainda assim, não deixe de considerar os custos envolvidos com equipamentos ou com áreas em manutenção.

Dependendo do serviço que for prestado, vale a pena ainda procurar por empresas com referências de mercado. Dessa forma, você evita precisar pagar pela refação do serviço porque ele não foi realizado corretamente da primeira vez.

5. Aprenda a mediar conflitos

Uma boa gestão de condomínios exige que o síndico tenha as habilidades necessárias para lidar e mediar os conflitos entre os moradores. E essa costuma ser uma das atividades mais desafiadoras do cargo.

Manter um bom relacionamento com os moradores é o primeiro passo para conseguir resolver os conflitos. Além de disponibilizar canais de comunicação que sejam fáceis e permitam que as informações cheguem a todos rapidamente.

Também é importante que o síndico se mantenha imparcial e conheça as normas do condomínio. Com isso, você consegue promover uma gestão eficiente e transparente, além de buscar soluções que sejam benéficas para todos.

É fato que fazer a gestão de condomínios não é uma tarefa nada fácil. No entanto, com a evolução da tecnologia, é possível diminuir o tempo perdido com processo burocráticos. Além de poder consultar informações facilmente de qualquer lugar e a qualquer hora.

E você, quais as principais dificuldades que enfrenta atualmente na gestão de condomínios? Conte para a gente nos comentários!

Fonte: Falando de condomínio

Contato

 contato@moviva.com.br

(11) 4118-7711
LOGO MOVIVA Branco

©2020. Todos os direitos reservados.

 Av. São José, 618 Sala 402 – Cristo Rei, Curitiba – PR, 80050-350