COMO COBRAR DE MORADORES INADIMPLENTES

Cobrar de moradores inadimplentes, infelizmente, é uma situação pela qual todo síndico precisa passar. Inclusive, a inadimplência costuma ser um dos principais obstáculos do condomínio. Afinal, ela impacta diretamente nos demais moradores e pode atrapalhar o trabalho do síndico.

Ainda assim, cobrar de moradores inadimplentes está entre as funções mais importantes do síndico. Por isso, é preciso ter algumas habilidades como organização e jogo de cintura, para contornar e lidar com a situação.

Siga com a leitura e veja algumas dicas de como cobrar de moradores inadimplentes a seguir!

Tente prevenir sempre

O melhor caminho para lidar com a inadimplência em condomínios é tentar prevenir. Afinal, em casos mais extremos, o condomínio pode ficar com déficit de verbas. Fazendo com que os demais moradores precisem pagar a mais ou com que obras importantes sejam adiadas.

A dica aqui é manter uma boa organização das finanças do condomínio. Observe mensalmente  como está a arrecadação das taxas para que uma inadimplência não acabe gerando um problema maior antes do esperado.

Também é importante que o síndico programe avisos sobre o vencimento do condomínio. Com isso, você evita atrasos por esquecimentos, que costumam ser bastante comuns.

Ainda, é fundamental que a convenção tenha regras claras sobre o procedimento em caso de inadimplências. E, claro, é importante sempre manter um fundo de reserva para que não seja preciso onerar os demais moradores nestes casos.

O que pode ser cobrado

Também é importante entender, perante a lei, o que pode ser cobrado dos moradores inadimplentes.

legislação permite a aplicação de multas para pagamentos fora do vencimento. Sendo que as multas também são definidas por lei e, portanto, é preciso seguir as determinações do Novo Código Civil.

Outro ponto importante é que o inadimplente pode ser impedido de votar nas assembleias e assumir cargos administrativos. Mesmo que os cargos tenham sido assumidos antes da inadimplência.

Por fim, é possível levar a questão para a esfera judicial, caso ela não seja resolvida amigavelmente. Se, mesmo assim, não houver um acordo para pagamento, as contas bancárias do devedor ou o imóvel podem ser penhorados.

Como cobrar de moradores inadimplentes

1. Tenha regras claras

Ao se deparar com uma situação de cobrar de moradores inadimplentes é essencial que o condomínio tenha regras bem claras de cobrança. E que elas sejam de conhecimento de todos, para que os moradores não sejam pegos de surpresa.

Algumas dicas aqui são definir o prazo máximo de atraso antes de entrar com o processo de cobrança. E, enquanto esse prazo não for atingido, emitir notificações escritas a cada 15 dias para lembrar o inadimplemento da dívida.

Passado o prazo máximo estabelecido, ainda vale a pena procurá-lo pessoalmente para tentar um acordo. No entanto, não é conveniente dispensá-lo do pagamento de multas e juros, atitude que pode onerar os demais condôminos.

2. Tome as providências cabíveis

Muitas vezes, pode ser difícil cobrar de moradores inadimplentes e ainda precisar tomar medidas mais drásticas. No entanto, é preciso ter em mente que o síndico deve prezar sempre pelo interesse do condomínio. Portanto, não há como relevar algumas situações.

Quando a inadimplência for percebida ou ultrapassar o prazo tolerado para atraso, tome as atitudes necessárias. É importante ter em mente que o morador não pode ser exposto. Portanto, não faça a cobrança em locais de uso comum do condomínio, sejam elas verbais ou por escrito.

3. Tente oferecer soluções

Além de cobrar de moradores inadimplentes também é importante oferecer opções para a resolução do caso. Claro, tudo dentro das regras do condomínio.

Quando possível, trace um plano para facilitar o pagamento que seja aprovado pela assembleia.

Cobrar de moradores inadimplentes é uma função muito importante do síndico. Portanto, deve ser desempenhada sempre dentro da lei e com muita seriedade.

Quanto mais regras e organização houver a respeito das taxas, mais fácil de evitar atrasos e medidas extremas. Além disso, o planejamento financeiro do condomínio é fundamental para que esses casos não afetem os demais moradores.

Fonte: Falando de Condomínio

Contato

 contato@moviva.com.br

(11) 4118-7711
LOGO MOVIVA Branco

©2020. Todos os direitos reservados.

 Av. São José, 618 Sala 402 – Cristo Rei, Curitiba – PR, 80050-350